Connect with us
banner Por Onde Anda

Bastidores do Esporte – Nelsinho Filho

A Bola da Vez: Bazuca Edson Joaquim de Oliveira

Publicado

em

banner Por Onde Anda

A BOLA DA VEZ

 

Nome – Edson Joaquim de Oliveira
Apelido – Bazuca e Pai Bobó
Naturalidade – Vicente de Carvalho
Nascimento – 12/11/1951
Esporte – Futebol
Posição – Volante

 

Nascido pelas mãos de Dnª Ana Parteira, em Vicente de Carvalho, Edson iniciou seu currículo esportivo aos 11 anos de idade jogando no infantil do Itapema F.C., dirigido pelo saudoso Nívio.

Após defender o Vovô da Ilha durante três anos, o volante atravessou o mar para jogar na A.A. Portuguesa Santista.

Equipe infantil do Itapema Futebol Clube (final da década de 60) – Edson é o quarto jogador, agachado, da esquerda para a direita.

Voltou para o Brasil A.C., onde permaneceu por seis anos, sendo cinco na base e um no amador. Na sequência vieram o E.C. Maçambaba, Monteiro da Cruz e Sociedade Esportiva Itapema (Socia).

De acordo com Edson, que também atendia pelos apelidos de Bazuca e Pai Bobó, o time do Maçambaba marcou significativamente sua passagem no futebol, pois, além de vestir a camisa do clube por 13 longos anos, foi fundado por seu pai Euclides e um grupo de amigos.

Equipe da GMC – Edson ou Bazuca, é o primeiro, em pé, da esquerda para a direita. É o técnico.

A exemplo de todos os Cosipanos bons de bola, “Pai Bobó” disputou vários campeonatos internos da extinta Companhia Siderúrgica Paulista (COSIPA). Seu time era o GMC, setor onde trabalhava. Iniciou como jogador, e, posteriormente assumiu como técnico.

“Acho que posso me definir como um volante de contenção, que gostava de sair com a bola dominada e realizando passes curtos. O chute forte era outra principal característica minha” comenta Edson.

Casado com Edna Lopes de Oliveira, o habilidoso volante do passado tem dois filhos e dois netos (kauan e Lara), é aposentado da empresa Usiminas (Ex-Cosipa) e deixou de praticar futebol em função de uma cirurgia no joelho.

De qualquer forma, “Bazuca” continua a prestigiar os jogos varzeanos de fim de semana, onde aproveita para matar a saudade e rever os amigos!

Nilson, Edson e Cabeção – Jogaram juntos no meio campo do Brasil AC nos anos 60. A equipe era dirigida por Moacir Mazagão.

 

Edson ao lado do zagueiro Celso, Bi-Campeão Mundial pela equipe do Porto. Relembrando os bons tempos que jogaram juntos no Brasil AC.

 

Equipe de Futsal da Academia de Karatê do professor Pires (anos 80) – Oba Oba, Jeová, Mi, Wellington, Lauro, Geraldo (falecido) e João goleiro (falecido).