Ano novo terá 11 feriados nacionais em dias de semana

O ano de 2020 promete mais dias de descanso do que 2019. Os brasileiros em geral poderão usufruir de folga em 11 dos 12 feriados nacionais, pois estes caem em dias de semana e dez podem ser emendados com sábados e domingos. No estado de São Paulo, ainda há mais dois feriados estaduais, mas apenas um poderá ser emendado, que é o dia 20 de novembro.
Já em Guarujá, há dois feriados municipais, mas apenas o dia 30 de junho, Dia da Emancipação, poderá ser emendada pelo funcionalismo, já que a data cai em uma terça-feira.
As exceções aos feriados colados ao fim de semana são 1º de janeiro (Confraternização Universal), que foi uma quarta-feira; 21 de abril (Tiradentes), que será em uma terça-feira e o Corpus Christi (11 de junho), que sempre cai às quintas-feiras 60 dias após a Páscoa.
Como é esperado, Páscoa (12 de abril) e carnaval (que neste ano será em 25 de fevereiro) são feriados alongados em todos anos. A Paixão de Cristo (sexta-feira) será no dia 10 de abril.
Os brasileiros ainda poderão emendar com o fim de semana o Dia do Trabalho (1º de maio) que cai numa sexta-feira, assim como o Natal (25 de dezembro).
Para quem não gosta das segundas-feiras, a boa notícia é que os feriados da Independência do Brasil (7 de setembro), de Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e de finados (2 de novembro) cairão nesse dia da semana.
Economia – Para Guarujá, que tem o turismo como uma das fontes primárias de arrecadação, tantos feriados trazem boas projeções para o setor hoteleiro, serviços e de comércio. No entanto, há quem preveja perdas econômicas. “O varejo nacional deve deixar de faturar R$ 11,8 bilhões em 2020 por causa de feriados nacionais e pontes ao longo do ano. O total é 53% maior do que a perda prevista para 2019, de R$ 7,6 bilhões”, calcula a Federação do Comércio de São Paulo.

Bissexto

O ano que começa é bissexto e, portanto, tem um dia a mais, mas esse não descontará as folgas proporcionadas pelos feriados nos dias de semana. O dia 29 de fevereiro cairá em um sábado. (Editado com informações de Agência Brasil)


Bolsonaro deseja que 2020 seja um ano tão “vitorioso” quanto 2019

O presidente usou sua conta pessoal no Twitter para desejar a todos os brasileiros um feliz 2020

O presidente da República usou sua conta pessoal no Twitter para desejar a todos os brasileiros um feliz 2020. Bolsonaro, que passou a virada do ano com parentes no Palácio do Alvorada, em Brasília, demonstrou otimismo.
“Que o Brasil possa continuar seguindo o caminho da prosperidade e que este seja um ano tão vitorioso para o povo brasileiro quanto foi 2019”, escreveu o presidente na rede social.
“Estaremos, juntos, trabalhando noite e dia, para mudar o destino de nossa nação. A todos, um feliz e abençoado 2020”, concluiu Bolsonaro.
Após passar cinco dias na Base Naval de Aratu, unidade da Marinha localizada nas proximidades de Salvador, o presidente retornou a Brasília na manhã desta terça-feira (31).
Inicialmente, Bolsonaro passaria o réveillon na Base Naval, onde planejava ficar até o dia 5 de janeiro, acompanhado pela filha Laura. Na segunda-feira (30), contudo, ele decidiu antecipar o retorno a Brasília, onde Michelle Bolsonaro permanecera.

Simpatizantes

No dia 1º, perto das 10h30, Bolsonaro apareceu na entrada do Palácio da Alvorada, onde uma dezena de simpatizantes aguardava para vê-lo.
Acompanhado por seguranças, o presidente conversou rapidamente com as pessoas, que aproveitaram a oportunidade para tirar fotos ao lado dele. A jornalistas que o aguardavam, Bolsonaro disse, antes de voltar para o Alvorada, que queria começar bem o ano.


Governo quer “preparar a opinião pública”  para o Fundo Eleitoral

No primeiro dia de expediente de 2020, dia 02, o presidente Jair Bolsonaro disse que, antes de decidir sobre eventual veto ou não o Fundo Eleitoral aprovado pelo Congresso Nacional, é preciso preparar a opinião pública para uma decisão que será tomada de forma a respeitar o que está previsto na Constituição – em especial no Artigo 85, que aponta os atos presidenciais que podem ser classificados como crime de responsabilidade.
Em dezembro, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento para 2020 com a previsão de R$ 2 bilhões para o Fundo Eleitoral. O texto seguiu, então, para análise do presidente da República. “O veto ou a sanção é uma obediência à lei. Se você ler o Artigo 85 da Constituição, vai ver que, se não respeitar a lei, estou em curso de crime de responsabilidade. O que posso dizer é isso. A conclusão agora é de vocês. Porque é o seguinte: temos de preparar a opinião pública. Caso contrário, vocês [da mídia] me massacram; arrebentam comigo”, disse Bolsonaro ao deixar o Palácio do Alvorada, a caminho do Palácio do Planalto.

Artigo

O artigo citado por Bolsonaro enumera quais atos do presidente podem ser classificados como crimes de responsabilidade, ao atentar contra a Constituição. Entre eles estão os atos contra a Lei Orçamentária e contra o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação. (Agência Brasil)


Salário mínimo

Já está em vigor o novo valor do salário mínimo praticado em todo o território nacional. O aumento do salário mínimo, que passará de R$ 998 para R$ 1.039 corresponde, de acordo com o Governo Bolsonaro, ao reajuste da inflação do ano, que encerrou 2019 em 4,1%, segundo o Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Governo de São Paulo vai doar leite para 21 mil idosos

Distribuição começa segunda-feira e vai até 6 de junho De Agência Brasil O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (1º) que o programa Viva Leite será ampliado no estado, destinando leite gratuitamente para 21 mil idosos que estão em abrigos e residências socioassistenciais. A medida terá início na próxima segunda-feira (6) e valerá Leia mais

Ao vivo: Bolsonaro faz pronunciamento sobre combate à covid-19

De Agência Brasil – Brasília O presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento na manhã de hoje (27), no Palácio do Planalto, sobre medidas adotadas pelo governo federal para reduzir os efeitos do novo coronavírus (covid-19) no país. Em seguida, haverá entrevista coletiva com os presidentes do Banco Central, Roberto Campos Neto, da Caixa Econômica Federal Pedro Leia mais

Detentos de SP vão produzir máscaras de proteção contra o coronavírus

Serão produzidas 320 mil máscaras nas fábricas adaptadas De Agência Brasil O governador de São Paulo, João Doria, disse hoje (24) que os detentos do estado vão produzir, a partir de amanhã (25) máscaras descartáveis não cirúrgicas de proteção contra o novo coronavírus. Segundo ele, serão produzidas 320 mil máscaras nas fábricas adaptadas especialmente para Leia mais

São Paulo investiga mais 4 mortes suspeitas de infecção por Covid-19

Casos ocorreram na mesma rede de hospital onde morreu primeira vítima De Agência Brasil Quatro óbitos estão sendo investigados em São Paulo por suspeita de infecção pelo novo coronavírus, Covid-19. A informação é do secretário de Saúde estadual de São Paulo, José Henrique Germann, e do infectologista David Uip, coordenador do Comitê de Contigência do Leia mais