Coronavírus: aumento de mortes e casos. O que mudou?

Entre quarta e quinta-feira desta semana, foram registradas 242 vítimas mortais na província chinesa de Hubei, epicentro do novo coronavírus, considerada as 24 horas mais mortíferas desde o início do surto. O motivo da subida vertiginosa no número de casos diagnosticados, com registro de mais 14.840 pessoas infectadas foi explicada pelas mudanças de metodologia na identificação dos casos. Até esta data os números estavam se estabilizando no país e no mundo.
Antes, o número de casos e vítimas mortais era calculado tendo em conta apenas os casos confirmados com os kits de diagnóstico, com os testes padrão de ácido ribonucleico (RNA). Agora, passa a ser suficiente um diagnóstico do vírus através de uma tomografia computadorizada (TAC) aos pulmões.
Das 242 mortes registadas em Wuhan, 135 foram contabilizadas segundo a nova metodologia. Em relação aos novos casos, dos 18.840 que foram registados nas últimas horas, 13.332 foram diagnosticados segundo os novos critérios.

Covid-19
11 novos casos suspeitos no Brasil

Os casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, o Covid-19, no Brasil, passou de oito, (11), para 11, nesta quarta-feira (12), com três novos casos no estado de São Paulo. As informações são do Centro de Operação de Emergência em Saúde Pública do Ministério da Saúde.
Até esta quinta-feira (13) os casos suspeitos estão assim distribuídos no país: São Paulo (6), Rio de Janeiro (2), Rio Grande do Sul (1), Minas Gerais (1) e Paraná (1). Até agora, o ministério já descartou 33 casos suspeitos de Covid-19.
Em coletiva de imprensa que vem sendo realizada diariamente pelo Ministério da Saúde, o Secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Wanderson Oliveira, deu detalhes sobre o perfil epidemiológico dos casos suspeitos no país. Segundo ele, das 11 notificações em avaliação no país, seis são homens, cinco são mulheres. A média de idade é 24,6 anos e todas as pessoas estiveram na China, porém nenhuma passou pela cidade de Wuhan, que é o epicentro do surto.

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Guarujá cria plano estratégico para possíveis suspeitas do coronavírus

  Da Redação A chegada de um navio de bandeira chinesa (Hong Kong), o Kota Pemimpin, ao Porto de Santos, deixou a sociedade apreensiva sobre a possibilidade de entrada do vírus Covid-19 no País. Especialmente pelo fato de que foi informado que dois tripulantes apresentaram febre durante a viagem. O navio chegou à Barra de Leia mais

Alta do dólar é consequência de juros baixos, diz Guedes

Da Redação O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou nesta semana sobre a valorização do dólar, que superou R$ 4,35 nesta quarta (12) e voltou a bater recorde. Guedes esclareceu que esse aumento decorre da combinação de juros baixos e contenção do gasto público, e que é consequência do novo modelo econômico que o Governo Leia mais

Guarujá não tem casos suspeitos da doença respiratória

A cidade de Guarujá, que abriga a margem esquerda do Porto de Santos também está em alerta para qualquer emergência, mas ressalta que não há, nem houve, qualquer caso de coronavirús em suspeita na cidade. A informação que circula pelas redes sociais é falsa e pede aos cidadãos que não se compartilhe a ‘fake news’. Leia mais

Porto de Santos segue orientações da Anvisa contra coronavírus

De Agência Brasil Para evitar a transmissão do coronavírus, o Porto de Santos adotou medidas preventivas sanitárias sob orientação Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a administração do porto, ainda não há casos suspeitos nos navios atracados. Os terminais portuários do complexo receberam instruções para veicular avisos sonoros sobre o vírus e Leia mais