Connect with us
Deivid Silva surfe

Variedades

Deivid Silva fica em segundo no Circuito Mundial, no México

Publicado

em

Deivid Silva surfe

Surfista profissional desde 2019, Deivid participou de sua primeira decisão de título na WSL. O surfista, que é natural da Prainha Branca, em Guarujá, perdeu a final, mas, garantiu classificação para o Circuito de Elite do Surfe (CT), em 2022

O surfista guarujaense Deivid Almeida da Silva, popularmente conhecido por Deivid Silva ou DVD, garantiu a segunda colocação na etapa Open do Circuito Mundial de Surfe, na Praia de Barra de La Cruz, no México, na última sexta-feira (13). Em quatro dias de evento quase perfeitos, Deivid Silva chegou em sua primeira final da carreira no mundial WSL.

Ele desbancou os brasileiros Gabriel Medina (top 1 do ranking mundial), Italo Ferreira (medalhista olimpico em Tóquio), Adriano Dias, o Mineirinho, entre outros, e travou um grande duelo na final com o Australiano Jack Robinson. Na decisão, o guarujaense perdeu por dois centésimos de diferença, sagrando-se vicecampeão da etapa. Com o resultado, o brasileiro subiu mais 10 posições no ranking mundial, assumindo a 14ª colocação e garantindo permanência na elite do surfe em 2022.

Jack abriu a disputa pelo primeiro lugar no pódio com uma bela série de ondas e fez 6.83, assumindo a liderança. Logo em seguida, o australiano não conseguiu completar uma de suas tentativas e fez apenas 7.70 de somatória. Em busca do título, Deivid Silva conseguiu sua primeira nota.

Com uma série de manobras fortes, o brasileiro fez 7.27 e encostou na liderança da bateria. Em seguida, os dois surfistas conseguiram somar uma nota e Deivid Silva assumiu a ponta, com 14.20 contra 12.00 do representante da Austrália.

Na segunda metade da bateria, Jack Robinson conseguiu um aéreo e tirou um 8.33, chegando em 15.16 e voltou a liderança. A resposta veio na sequência, o “caiçara” apostou em mais uma série de manobras fortes em outra onda, tirou 7.87 e subiu seu total para 15.14. Nos minutos finais, ele ainda teve a prioridade para si e buscou uma onda para retomar a ponta. Entretanto, ela não veio, o que garantiu a vitória do Australiano por dois centésimos de diferença.


Prata da casa

Um dos grandes surfistas brasileiros, o atleta Deivid Silva nasceu na Prainha Branca, em Guarujá, litoral de São Paulo. Incentivado pelo seu pai Clayton Silva, Deivid começou surfar aos três anos de idade e aos seis ganhou seu primeiro título, na categoria Petit. Desde então, solidificou sua carreira com grandes resultados: nas categorias de base foi campeão paulista, brasileiro e por quatro vezes vice-campeão em importantes eventos internacionais.

Como profissional, é o brasileiro com o maior número de títulos no Qualifying Series, da World Surf League International, e em 2018 realizou o seu maior objetivo até então, a entrada para a elite do surfe mundial, o World Champion Tour/2019.

Deivid Silva, no auge dos seus 26 anos de idade vive um dos melhores momentos de sua carreira. É surfista profissional e integrante da elite mundial de surfe, o World Surf League, desde 2019. Suas principais características como atleta são a força e a potência de backside (batida de costas para a onda). Ele tem um surf clássico, porém domina as manobras progressivas.

Principais títulos da carreira
Campeão Paulista Iniciante, em 2008
Campeão Brasileiro Iniciante, em 2009
Campeão Brasileiro Mirim, em 2010
Campeão Paulista Mirim, em 2010
Vice-campeão Grom Search Internacional Bell’s Beach, em 2011
Vice-campeão World ISA Junior Panamá, em 2012
Campeão Paulista Júnior, em 2012
Vice-campeão Volcom VQS World Final Fiji, em 2013
Campeão Hainaw Classic China, em 2014 (QS)
Bicampeão Sul-americano Pro Júnior, em 2014 / 2015
Campeão Red Nose Pro Florianópolis, em 2015 (QS)
Bicampeão Casablanca Pro/Marrocos, em 2016 / 2017 (QS)
Campeão Itacaré Surf Sound Festival, em 2017 (QS)
Campeão Hang Loose São Sebastião Pro, em 2017 (QS)
Vice Campeão Open etapa do México, em 2021 (WSL)

Despedida
Antes da final, o campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, também natural de Guarujá, surfou uma onda de despedida e saiu do mar carregado pelos brasileiros em festa. Foi a despedida de Mineirinho do circuito profissional, após 15 anos de muitas conquistas.
Aos 34 anos de idade, ele deixa uma história de glórias nos mares, inúmeras amizades no mundo do surfe e exemplo para as novas gerações. Ele foi o líder maior no domínio do Brasil no circuito, durante a segunda década do século XXI.

FOTO: Divulgação