Idosa fica ferida ao cair em bueiro de Guarujá

Uma idosa de 86 anos teve de ser socorrida após cair em um bueiro em Guarujá, e sofrer ferimentos no rosto, nas mãos e nas pernas. Familiares da aposentada Dezolina Bellini Ruiz apontam que o buraco em que ela caiu fica próximo a um ponto de ônibus e oferece risco aos pedestres que passam pelo local.

Segundo a neta de Dezolina, a comerciante Juliana Conceição Ruiz, de 20 anos, o acidente aconteceu na na Avenida Vereador Lydio Martins Corrêa, pouco tempo depois da idosa sair da casa onde mora com a família no bairro Vila Zilda, no distrito de Vicente de Carvalho.

“Moramos ali perto de onde aconteceu o acidente. Ela sempre passa por ali. Apesar da idade, ela vai para todo canto sozinha, é independente, e nesse dia estava indo pagar as contas quando caiu no buraco”, explica a jovem. Com a queda, a idosa bateu a face no concreto, o que fez com que os óculos que usava quebrassem e ela fosse ferida pelos cacos de vidro.

Juliana afirma que seu pai, filho de Dezolina, passava pela avenida quando foi avisado por pedestres de que a mãe havia se acidentado. Do local, a família socorreu e encaminhou a idosa para o Pronto Socorro Dr. Matheus Santamaria, o ‘PAM da Rodoviária’.

“Ela acabou se ferindo muito, teve um corte e levou 10 pontos em uma das mãos, machucou os dois joelhos e, quando caiu, o óculo quebrou e acabou cortando o rosto dela. Os médicos deixaram minha vó de observação e deram alta durante a noite, mas ela ainda reclama muito das dores”, afirma a comerciante.

A neta explica que o buraco em que a avó caiu permanece aberto há anos no bairro e nunca foi reparado em definitivo. “É um bueiro que está aberto e que vez ou outra alguém coloca uma pedra, mas nunca fica firme e sempre tem o risco de alguém cair e se machucar. Foi o que aconteceu”.

“É uma negligência muito grande. As autoridades precisaram esperar alguém se machucar para tomar uma atitude. Minha avó teve sorte, não se machucou tanto, mas poderia ser uma mulher grávida ou uma criança e seria ainda pior. É um desrespeito com a população”, desabafa a neta de Dezonila.

Resposta

Em nota, a Secretaria de Operações Urbanas de Guarujá informa que está confeccionando 40 novas tampas de bueiros que serão instaladas na região da Enseada e Morrinhos, incluindo a Avenida Lídio Martins Correa. A previsão é que as equipes de manutenção executem o serviço até o fim desta semana, já que estão finalizando a instalação das tampas na orla da Praia da Enseada. A Administração Municipal afirma que não havia sido notificada sobre o ocorrido. (Fonte: G1)

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Guarujá investiga mais duas mortes por suspeita de coronavírus

De Guarujá Após a confirmação do terceiro caso de Coronavírus (Covid-19) na manhã desta quinta-feira (02), a Secretaria de Saúde de Guarujá adicionou mais dois óbitos na lista de investigados nesta tarde. Até o momento, são oito que estão sob análise. Assim como as demais mortes, a causa foi síndrome respiratória aguda. Uma mulher, de Leia mais

Para evitar contágio de coronavírus, juiz manda soltar acusados de furto

Juiz também considerou a prática do crime sem violência ou ameaça e impôs medidas cautelares aos envolvidos Da Redação Considerando o risco de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19), um juiz de São Vicente revogou a prisão preventiva de cinco acusados de participarem de uma tentativa de furto a uma loja no Centro da cidade. Dentre Leia mais

Desafio Corona: estrelas do futebol se engajam na luta contra covid-19

Alisson e Denílson se juntam à projeto do zagueiro Danny MoraisDe Agência Brasil Sensibilizado com a pandemia do novo coronavírus (covid-19), o zagueiro Danny Morais do Santa Cruz de Recife Danny Morais decidiu ajudar os mais necessitados. A forma encontrada pelo jogador gaúcho foi autografar a camisa do time pernambucano e leiloar na internet. “Estava Leia mais

Governo anuncia R$ 200 bilhões para socorrer trabalhadores e empresas

Medidas provisórias e auxílio de R$ 600 devem sair até amanhã De Agência Brasil O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (1º) cerca de R$ 200 bilhões em medidas para socorrer trabalhadores e empresas e ajudar estados e municípios no enfrentamento aos efeitos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Em pronunciamento à imprensa no Leia mais