Prefeito pede mais segurança nas estradas de acesso ao litoral

Em carta enviada ao secretário de Estado da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, o prefeito de Guarujá, Válter Suman, reivindicou a adoção de medidas imediatas para garantir a segurança de usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI).
O prefeito se posicionou após os episódios ocorridos durante o último feriado prolongado, quando foi registrada tentativa de assalto que assustou motoristas que retornavam ao planalto paulista.
Principal via de ligação para quem vem de São Paulo em direção à Baixada Santista, o SAI registrou a passagem de 287.896 veículos, segundo a Ecovias, concessionária que administra o sistema. Isso significa que cerca de 900 mil turistas desceram a Serra, boa parte deles com destino a Guarujá.
Na carta, o prefeito detalhou a importância do turismo para todas as cidades da Baixada Santista e explicitou profunda preocupação com episódios de insegurança como o flagrado no SAI no último domingo (17). Após tentativa de assalto a motoristas parados no engarrafamento, alguns chegaram a tentar retornar na contramão da Rodovia dos Imigrantes.
“O turismo é uma das principais atividades econômicas de nossa cidade e episódios como esse geram efeito contrário a todo o esforço de recuperação da atratividade turística que vem sendo engendrado pelo Município”, registrou o prefeito de Guarujá.

Investimentos municipais
Suman ressaltou os investimentos feitos recentemente pelo Município para colaborar com a estrutura da SSP, citando o reforço no efetivo da Guarda Civil Municipal (GCM) e o armamento da corporação, iniciado em março desse ano.
Além disso, o chefe do Executivo lembrou, por exemplo, o incremento financeiro no convênio que mantém a Atividade Delegada no Município. Para Suman, Guarujá e as demais cidades da Baixada Santista precisam de reforço no policiamento também fora da temporada de verão, quando isso já ocorre, com a tradicional Operação Verão.
“Há escassez de efetivo da Polícia Civil (escrivães, delegados e investigadores), tornando moroso o registro de ocorrências e, por consequência, imobilizando recursos humanos e viaturas, que deixam de estar em suas atividades ordinárias de patrulhamento ostensivo e preventivo na cidade”, observou o prefeito.


Emendas ao orçamento 2020 priorizam projetos assistenciais

Vereadores incluíram 130 emendas impositivas ao projeto original. Neste ano cada parlamentar teve 712,5 mil disponíveis para indicar para obras, projetos assistenciais e equipamentos diversos

Por unanimidade de votos, o plenário da Câmara Municipal de Guarujá aprovou nesta semana (19/11), em segundo turno, Lei Orçamentária Anual (LOA), do Executivo, que estima a receita e fixa a despesa do Município para o exercício de 2.020.
Para ter acesso à íntegra do projeto encaminhado pela Prefeitura, acesse: https://bit.ly/2BYH3aj
A projeção atual é que haja elevação, de 19,6%, nas receitas arrecadadas, comparado ao exercício deste ano. Dos atuais R$ 1,5 bilhão, o valor deve ficar em R$ 1.793.645.000,00 (cerca de R$ 1,8 bilhão). As principais fontes de arrecadação continuarão sendo o IPTU (R$ 457,2 milhões), ICMS (R$ 153,9 milhões) e ISSQN (R$ 196, 3 milhões).
O motivo dessa elevação, segundo a Prefeitura, são os financiamentos que foram obtidos recentemente para obras de macrodrenagem e pavimentação de ruas.
Entre os setores que terão maior prioridade no orçamento do ano que vem, segundo as projeções da Prefeitura, estão: Educação (R$ 451,2 milhões), Urbanismo (R$ 346,3 milhões) e Saúde (R$ 319,4 milhões).

Emendas – A proposta orçamentária aprovada também incluiu as emendas impositivas que os vereadores têm direito – conforme prevê a Emenda à Lei Orgânica 25/2017. A legislação estabelece que cada vereador possa destinar o equivalente a 0,05% do orçamento líquido do Município, para obras ou compras de equipamentos, desde que 50% desse valor seja para a área da saúde.
O orçamento municipal para 2020 teve total de 130 emendas impositivas incluídas pelos vereadores no orçamento municipal. Cada um pode destinar o equivalente a R$ 712,5 mil para obras e projetos assistências da cidade.
O vereador e presidente da Mesa Diretora da Câmara de Guarujá, Edilson Dias (PT) destinou suas emendas a projetos que impactam diretamente à comunidade, em especial, a emenda no valor de R$ 533 mil para promover a construção de Usafa na Cidade Atlântica.
Já o vereador Walter dos Santos (Nego Walter- PSB), destinou entre outras emendas, o montante de R$ 356,5 mil para custeio de cirurgias eletivas de média e alta complexidade, por meio da Associação Santamarense de Beneficência.
Distribuindo seus recursos, o vereador José Nilton (Doidão – Cidadania) indicou emenda de R$ 200 mil para custeio de próteses cirúrgicas ortopédicas, de joelho e quadril, e outros R$ 200 mil para serviços de pavimentação e drenagem das ruas Ver. Walter Gonçalves, Oscar Sampaio e Particular Amaury, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Obras, além de outras emendas a entidades sociais.


Cidade tem o menor nível de índice larvário dos últimos quatro anos

Em quatro anos, Guarujá saiu do risco de epidemia de dengue em 2015, para estado de atenção com relação à doença agora em 2019. É o que aponta o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), que monitora os níveis de infestação do mosquito Aedes aegypti – também transmissor da dengue, chikungunya e zika – através de pesquisas larvárias domiciliares na Cidade.
Os dados indicam que o índice de infestação em Guarujá caiu significativamente, mas mantém a cidade em alerta. Em outubro de 2015, a Cidade apresentava 4.5, que a classificava com risco de epidemia de dengue, já que o mínimo é de 4.0. Já no mesmo mês deste ano, o índice reduziu bastante no Município chegando a 1.4.
O estudo é desenvolvido sempre no mês de outubro pela Secretaria de Saúde e, posteriormente, encaminhado ao Ministério da Saúde para elaboração do Mapa de Risco de dengue no Brasil. Tem como base amostragem de inspeção feita a cada 100 imóveis vistoriados.


Encontro discute proliferação de pombos no dia 29

A população de pombos em Guarujá e na Baixada Santista será tema de encontro realizado pela Prefeitura, que acontece no próximo dia 29 (sexta-feira), no auditório da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo (Afpesp), que fica na Avenida General Rondon, 643 – Astúrias.
O evento ocorrerá das 14 às 17 horas e contará com palestra do médico veterinário e professor universitário, Eduardo Filetti. Ele abordará a questão do manejo dos pombos e as doenças que esses animais causam, entre outros aspectos. O presidente da empresa Loremi (de saneamento ambiental), Maurício Marques, também participará do encontro. Em sua palestra, o químico falará sobre as barreiras e a forma de manter estas aves afastadas do convívio humano destacando os principais hábitos da espécie.
O encontro é voltado aos agentes do controle de endemias, comunitários de saúde (ACS), sendo dois representantes de cada unidade básica (UBS) e de saúde da família (Usafa), além das equipes de vigilância epidemiológica, sanitária e de zoonoses.
Mortes – A preocupação da Prefeitura de Guarujá acerca da importância em debater o assunto, ocorre devido às duas mortes registradas neste ano na Baixada Santista, por criptococose, conhecida como doença do pombo, que é infecciosa, sendo causada pela aspiração do fungo Cryptococcus, presente nas fezes de aves, principalmente pombos.
A proliferação dos pombos é hoje um problema de saúde pública, pois gera várias doenças graves podendo deixar sequelas e até levar à morte.

 

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Obras de recuperação de encostas nos morros recebem mais R$ 17 milhões

União autorizou repasse de mais R$ 17,2 milhões ao Município; montante soma-se aos R$3,2 milhões, já autorizados em abril. Recursos serão aplicados em serviços de limpeza e remoção de resíduos De Guarujá O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), através da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, acaba de autorizar o repasse de R$ 17,2 Leia mais

Guarujá inicia a entrega de 180 moradias do Parque da Montanha

A partir do próximo dia 30, aniversário de 86 anos de emancipação político-administrativa de Guarujá, a comemoração ficará por conta de 180 famílias que serão contempladas com as chaves das unidades iniciais do Parque da Montanha, empreendimento habitacional que teve suas obras retomadas em abril de 2018 após mais de 10 anos paradas. Ao todo, Leia mais

Obras de infraestrutura avançam nos bairros

Novas tubulações de concreto com 60 centímetros de diâmetro serão assentadas na Rua Santo Antônio e Rua São Paulo, no Sítio Conceiçãozinha. As obras estão sendo executadas por meio de um convênio firmado com a Prefeitura de Guarujá e a Caixa Econômica, que vai atender mais de 100 vias públicas do Município. O bairro da Leia mais