Vazamento de esgoto e rachaduras no solo mantêm túnel fechado até terça, 19

Prefeitura de Guarujá convocou uma reunião emergencial para cobrar soluções da Sabesp, que foi notificada a apresentar esclarecimentos formais para incidente que levou a novo fechamento do Túnel Juscelino Kubitschek.

Guarujá – Após mais um incidente que obrigou a Prefeitura de Guarujá a fechar o Túnel Juscelino Kubitscheck para obras emergenciais da Sabesp, técnicos da empresa foram convocados para uma reunião de emergência na manhã de quinta-feira (14), no Paço Municipal Moacir dos Santos Filho.

O Município notificou a empresa a prestar esclarecimentos formais e estuda as sanções que serão aplicadas à companhia. O túnel permanecerá interditado para veículos até as 6 horas da manhã da próxima terça-feira (19).

O fechamento do túnel se deu em razão do rompimento de tubulação de recalque de efluentes oriundos da Estação de Precondicionamento de Esgotos (EPC), na madrugada desta quinta-feira (14), durante forte chuva, o que causou rupturas e buracos na cobertura asfáltica do túnel.

O vazamento de esgoto e as rachaduras no chão obrigaram a interdição para o tráfego de veículos no local. Logo nas primeiras horas do dia, técnicos municipais foram ao local verificar os estragos e orientar o desvio do tráfego de veículos.

Além de notificar a companhia, o Grupo de Trabalho de Fiscalização e Acompanhamento dos Serviços Prestados pela Sabesp em Guarujá, coordenado pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, estuda eventuais medidas a serem adotadas contra a companhia, considerando os recorrentes episódios de manutenções emergenciais de redes da empresa, que acabam interferindo na malha viária da Cidade.

Outros órgãos

A Prefeitura também comunicou os incidentes ao Ministério Público Estadual, Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (Gaema), Cetesb e Arsesp, agência que regula o contrato da Sabesp com o Município.

“Desde 2017 temos episódios recorrentes de problemas na prestação de serviço da Sabesp em Guarujá. Manutenções mal executadas, extravasamentos de esgoto, interferência no sistema viário, entre vários outros eventos desagradáveis que denotam falta de cuidado nas operações na Cidade”, destaca Sidnei Aranha.

Segundo Aranha, há registros de incidentes desde 2017, incluindo uma manutenção no próprio Túnel Juscelino Kubitschek, na primeira semana de janeiro, o que causou longos engarrafamentos na Cidade.

“Chegamos ao ponto de as obras de reparo serem paralisadas por falta de peças para a continuidade da manutenção”, complementou Aranha. O titular da Semam não descarta a aplicação de multas à empresa.

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Professores recebem treinamento em nova plataforma digital para o ensino híbrido

Primeira etapa da capacitação vai até o próximo dia 12 na Escola Municipal 1º de Maio A Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), iniciou os treinamentos com profissionais da rede municipal de ensino para a Conecte Educação, nova ferramenta digital a ser disponibilizada para professores e alunos. Iniciada no último dia Leia mais

Fase vermelha: Guarujá retoma barreiras sanitárias e restrições no comércio

Guarujá seguirá restrições impostas pelo Plano São Paulo do Governo do Estado Medidas que visam conter o avanço da Covid-19 entram em vigor sábado (6); haverá restrições no comércio e também no uso das praias Guarujá – Seguindo as medidas anunciadas pelo Governo do Estado, na última quarta-feira (3), que reclassificaram toda a Baixada Santista Leia mais

Guarujá inicia vacinação de idosos entre 77 e 79 anos na quarta (3)

Foram entregues 2.300 doses da CoviShield, da Fiocruz, e mais 4.940 da CoronaVac, do Butantan; idosos de 77 a 79 anos começam a ser imunizados a partir de quarta (3) Guarujá recebeu 7.240 doses, entre as vacinas CoviShield, da Fiocruz, e CoronaVac, do Butantan, para seguir vacinando profissionais de saúde e idosos. Foram 2.300 doses Leia mais