Segurança Pública municipal comemora queda nos índices

A taxa de homicídios dolosos em Guarujá caiu 50% em 2019, comparada a 2018. Foram 10 ocorrências registradas no ano passado, contra 20 no ano anterior. E esse foi apenas um dos índices de criminalidade que apresentaram queda significativa na Cidade, que não registrou casos de latrocínio no ano passado e fechou o período com média de 3,1 assassinatos para cada 100 mil habitantes.
Os dados foram divulgados na última semana de janeiro pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo. Segundo essas estatísticas, a média de 3,1 assassinatos para cada 100 mil habitantes – indicador adotado internacionalmente – ocorridos em Guarujá em 2019 foi mais de 50% menor que as verificadas em nível estadual (6,6) e regional (6,3).
Outros índices também apresentaram queda significativa na Cidade, como lesão corporal culposa (caiu 50%), roubo de carga (caiu 50%), tentativa de homicídio (caiu 29,5%) e roubo de veículo (caiu 19,8%).
De janeiro a dezembro de 2018, foram registrados 20 casos de homicídio doloso. No mesmo período de 2019, foram 10 casos – redução de 50%. Já com relação à tentativas de homicídio, foram 44 ocorrências em 2018, contra 31 em 2019.
Outros três índices se destacam: lesão corporal culposa, com 20 episódios em 2018 e 10 em 2019; roubos de veículos, que foram 126 em 2018, reduzindo para 101 em 2019, e roubos de carga, que caíram de 66 para 33 casos.

Avanços

Os resultados são um reflexo do trabalho integrado entre as forças de segurança do Município e do Estado de São Paulo. Em 2019, a Guarda Civil Municipal (GCM) ampliou o efetivo com 23 novos guardas e regulamentou o uso de arma de fogo pelo Decreto 12.381/2017. Atualmente, a Cidade conta com 140 GCMs habilitados e 97 pistolas já adquiridas.
Somando-se a isso, os policiais militares que atuam na Atividade Delegada em Guarujá receberam um aumento de 58% nesta gratificação, que é custeada pela Prefeitura. Também aumentou significativamente o número de vagas neste serviço, transmitindo maior sensação de segurança à população no emprego conjunto de guardas municipais, policiais militares e a força tarefa de fiscalização da Cidade.
“O reforço da estrutura municipal, aliado à integração com a estrutura das polícias Civil e Militar no tocante tanto à inteligência quanto ao patrulhamento, estão gerando esses frutos extremamente positivos para Guarujá”, analisa o secretário municipal de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves.
Para o prefeito Válter Suman, o Município pretende continuar investindo progressivamente no setor. “Há ainda outras ações em fase de planejamento, como o reforço do monitoramento por câmeras, que vamos intensificar”, cita Suman, lembrando, ainda, que a iluminação em LED (mais eficiente e econômica) já chegou a cerca de 6.500 pontos de luz de mais de 160 vias de Guarujá e Vicente de Carvalho. “É um fator que colabora significativamente com a Segurança Pública”, afirma.


Som abusivo é quase 40% das mais de 16 mil ocorrências registradas nas praias; Este é o saldo de 30 dias de fiscalização

Som abusivo nas praias lidera ocorrências

Em 30 dias, Guarujá registrou 16.759 ocorrências durante a Operação Verão, que visa garantir o ordenamento das praias – do Guaiúba ao Perequê. Entre os itens fiscalizados, relacionados a práticas não regulamentadas pelo Município, o maior número registrado é o de som abusivo na faixa de areia, ou seja, 6.558 casos, o que representa 39,13% do total de ocorrências.
Balanço realizado pela Diretoria de Operações Especiais e Fiscalização de Taxas, que conduz a fiscalização que envolve todas as secretarias municipais, aponta no período de 14 de dezembro de 2019 a 15 de janeiro deste ano um aumento de 79,6% no número de ocorrências em relação ao mesmo período no ano passado.
A ação envolve mais de 100 agentes públicos da Fiscalização de Comércio e Posturas, Diretoria de Trânsito, fiscais sanitários e de Meio Ambiente, Zoonoses e Guarda Civil Municipal, com o auxílio da Polícia Militar.
Além de som abusivo, a Operação Verão fiscaliza outras irregularidades ao longo das praias, e também orienta banhistas e ambulantes, por meio de distribuição de panfletos. Até o último dia 15, foram distribuídos 3.465 panfletos educativos.
No período de 30 dias foram coibidos abusos com relação à montagem de tendas (912 ocorrências); circulação de animais na faixa de areia (909); práticas de esportes em locais e horários proibidos (530); ambulantes irregulares (1.846); churrasqueiras (13); reserva de espaço para mesas e cadeiras (21); apreensões de material irregular sendo comercializado (92); barracas de camping (168); e ordenamento (195 ocorrências).
A fiscalização ostensiva segue durante a temporada de verão, até terça-feira de Carnaval, monitorando toda a orla de Guarujá para garantir, além do ordenamento das praias, a segurança dos frequentadores, a qualidade ambiental e a higiene pública.


Guarujá avança em políticas de sustentabilidade de limpeza urbana

Guarujá é a 8ª melhor cidade paulista e a 23ª do Brasil no ranking que mede a sustentabilidade da limpeza urbana municipal

Guarujá é a 8ª melhor cidade paulista e a 23ª do Brasil no ranking que mede a sustentabilidade da limpeza urbana municipal. A marca foi atingida em 2019 e representa uma escalada de 15 posições no Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU) entre cidades paulistas. O ISLU reflete a preocupação e o interesse dos municípios brasileiros em contribuir efetivamente para o aprimoramento contínuo da gestão adequada dos resíduos sólidos.
O ISLU é formulado pelo Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selur) e pela PwC Brasil, filial nacional de uma das maiores empresas de auditoria e consultoria do mundo. O objetivo da iniciativa é mensurar o grau de adesão das cidades brasileiras às metas e diretrizes estipuladas pelo Plano Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei Federal 12.305/10).
A PNRS exige dos setores público e privado, por exemplo, transparência no gerenciamento de seus resíduos. Ela abrange todos os tipos de resíduos, sejam eles domésticos, industriais, eletroeletrônicos, incluindo até o descarte correto dos rejeitos – tudo que não pode ser reaproveitado de nenhuma forma.
Com um resultado progressivo, Guarujá alcançou sua melhor marca em 2019, atingindo 0,697 no ISLU, o que representa a 23ª colocação nacional e a 8ª entre os municípios paulistas.
É uma melhora em relação a 2018, quando havia obtido 0,677 e era 46ª do Brasil, e, ainda mais, se comparada a 2017, quando o índice era de 0,661, (55ª colocação nacional, e 23ª entre os paulistas). Em dois anos, o salto foi de 15 posições considerando apenas os municípios paulistas e ainda maior em relação ao cenário nacional, com a subida de 32 posições.

Centro de gerenciamento
De acordo com o prefeito de Guarujá, Válter Suman, esse crescimento será ainda mais significativo a partir de 2020, em razão dos investimentos previstos em um novo centro de gerenciamento de resíduos sólidos na Cidade, que deve ficar pronto em 12 meses.
“O salto que demos em dois anos reflete os investimentos já feitos na área, e tende a ser ainda mais expressivo de acordo com o planejamento que já temos daqui para frente”, prevê Suman.
Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Sidnei Aranha, está previsto um aporte de R$ 30 milhões para essa finalidade, oriundos do Fundo Municipal de Meio Ambiente. “Guarujá será a única cidade da Baixada Santista a investir esse montante num centro de gerenciamento. Um terço desse valor irá aprimorar especificamente a reciclagem de lixo”, detalha Aranha.
Aranha ainda destaca que o projeto guarujaense, concebido em parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), é considerado modelo, tanto que já foi apresentado no Rio de Janeiro e o será também em Macapá, em fevereiro.

Estações de Sustentabilidade
Outro projeto exitoso e em ascensão em Guarujá são as estações de sustentabilidade, que funcionam como Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), onde os próprios munícipes realizam o descarte adequado de resíduos sólidos.
As estações contam com janelas e repartições internas para facilitar a coleta de materiais como metais, vidro e papéis. Dez estão em funcionamento em diferentes pontos da Cidade e outras cinco devem começar a funcionar em breve.


Guarujá reduz em 25% o número de mortes de ciclistas

Na última semana, a divulgação do balanço anual de estatísticas sobre acidentes de trânsito no Estado de São Paulo apontou que, de janeiro a dezembro de 2019, o município de Guarujá registrou 44 ocorrências de fatalidades no trânsito, 09 ocorrências a mais no período comparativo entre 2018 e 2019, um aumento de 26% nas ocorrências.
No entanto, os dados divulgados na última semana, pelo Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga- SP), também revelaram que Guarujá está entre as cidades da Baixada Santista que reduziu o número de mortes de ciclistas.
Guarujá registrou em 2018 o total de oito mortes. Já em 2019 foram seis, uma redução de 25%. O resultado reflete os investimentos em ciclofaixas e ciclovias e também em educação no trânsito. O Município possui cerca de 60 km de ciclovias.
No último ano, a Diretoria de Trânsito (Ditran) implantou ciclofaixas em diversos trechos das praias, como Praia das Astúrias, Pitangueiras, Praia do Tombo e ciclovia na Avenida Marjory Prado.
As equipes também revitalizaram as ciclofaixas da Praia da Enseada e Estrada de Pernambuco, melhorias nos novos bicicletários e ciclovia da Avenida Thiago Ferreira, Avenida Puglisi e na Praia das Astúrias.
Está previsto para este ano novas obras como: ciclovia da Praia de Pitangueiras ligando o trecho a Praia da Enseada; ciclofaixa na Avenida Caiçaras (ligando a balsa às praias das Astúrias, Tombo e Guaiúba); ciclofaixa na Praia de Pitangueiras e do Tombo; ligação da Praia do Tombo com a Avenida dos Caiçaras; ciclofaixa na Avenida Helena Maria; ligação da Ponte UPA Rodoviária e Alameda das Tulipas e revitalização da Ciclovia da Av. Santos Dumont.


Educação receberá R$ 2,1 milhões

Calculado inicialmente em R$ 451,2 milhões, o orçamento reservado à área de Educação, Esportes e Lazer, neste ano de 2020, terá um aporte extra de R$ 2,1 milhões para reforçar as ações desenvolvidas no setor.
O aumento resulta da aprovação de 27 emendas impositivas, que foram acrescidas pelos vereadores ao orçamento da Prefeitura.
Esses recursos servirão para garantir o custeio de dezenas de projetos sociais, além da manutenção, ampliação e reformas de unidades escolares e de centros de atividades educacionais comunitárias
A legislação municipal estabelece que cada vereador possa destinar o equivalente a 0,05% do orçamento líquido do Município em medidas que considera prioritárias – mas desde que 50% desse valor seja para a área da saúde.
Para o orçamento de 2.020 (calculado em R$ 1,7 bilhão), cada parlamentar teve R$ 712,5 mil disponíveis para indicar, respeitando a proporção estabelecida.
Para mais detalhes sobre como foi feita essa divisão, no que se refere especificamente ao setor de Educação, Esporte e Lazer, acesse: https://bit.ly/37nzA2z.


 

 

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Governo executa pavimentação em mais de 100 ruas

De Guarujá Uma nova realidade na infraestrutura urbana de Guarujá e Vicente de Carvalho começa a tomar corpo, com os serviços de repavimentação, drenagem e sarjetas em mais de 100 vias públicas de ruas e avenidas, obra em andamento na Cidade. No Pae Cará, já são 32 vias praticamente concluídas. Na última terça-feira (18), técnicos Leia mais

Guarujá reforça a segurança durante o Carnaval

Está em vigor em Guarujá a Operação Carnaval, ação que visa reforçar a segurança de turistas e moradores durante o feriadão de folia na Cidade. A ação de iniciativa municipal, que começou no último final de semana e segue até a quarta-feira de Cinzas (26), vai dispor de 13 viaturas, 14 bikes, quatro motocicletas, quatro Leia mais

Programa ‘Vizinhança Solidária’ganha força em Guarujá

Criado pela Polícia Militar (PM) em 2009 na capital paulista, o programa ‘Vizinhança Solidária’ cresce em Guarujá, graças a uma parceria entre o poder público e a população. A ação colaborativa, que tem o objetivo de promover o bem estar público, já está presente em três bairros, chegando agora na Barra Funda. Associações, Conselhos Municipais Leia mais

Bandas e blocos garantem a folia em Guarujá

Programação segue até terça-feira, dia 25, com 11 bandas fixas e 14 itinerantes, que levarão a festa para os bairros da Cidade O Carnaval de Guarujá está oficialmente aberto. Desde o último sábado (15), os blocos fixos e itinerantes da Cidade começaram a animar os foliões, com uma programação que segue até terça-feira (25). Nesta Leia mais