Por Onde Anda – Amara ‘Mainha’

Amara Félix

 


Apelido: “Mainha” da turma
Naturalidade – Alagoas (MA)
Nascimento: 18/05/1946
Esporte – Pedestrianismo/Maratonista e Ultramaratonista

Normalmente, as pessoas iniciam suas atividades esportivas ainda jovem, nas ruas ou clubes próximos à sua residência.

Mas, para Amara Félix, esse critério não valeu. A nossa atleta da melhor idade iniciou suas atividades esportivas aos 60 anos de idade e nos Estados Unidos.

Em meio à uma visita a sua filha, Amara ou Mainha, foi incentivada a participar de uma prova de pedestrianismo de 5km. Se inscreveu, correu, ficou em segundo lugar e nunca mais parou.

Quando voltou ao Brasil tratou de iniciar os trabalhos de preparação na equipe da Educa, com o professor Eduardo.

De lá pra cá, se aperfeiçoou em maratonas, e, posteriormente em ultramaratonas, onde disputou inúmeras provas oficiais, tais como os 10km da Tribuna e a Corrida da Mata Atlântica (percurso árduo e com subida íngreme).

Na sequência participou das maratonas de Foz do Iguaçu e do Chile (desafio intenso em função da altitude).

Segundo Mãinha, grande parte das maratonas realizadas no Brasil, ela participou. “A experiência adquirida nessas competições, só foram menores do que o carinho com que eu era recebida nos locais de provas”, acrescenta.

Já escolada em maratonas, nossa homenageada resolveu partir para provas mais longas e temidas, as famosas ultramaratonas.

E, foi por meio do incentivo da amiga Cleide Marques que mostrou toda a sua resistência, desenvolvendo uma atividade esportiva que requer muita resistência, sendo mais difundida e praticada entre jovens.

As ultramaratonas mais importantes na trajetória de Amara foram as 24 horas dos Fuzileiros Navais (RJ); as 12 horas de Valinhos (SP) e a do Atlântico, em Guarujá

Os títulos em sua categoria foram inúmeros, porém, segundo a corredora, o bem estar, a qualidade de vida e os relacionamentos de amizades proporcionados foram tantos, que se sobressaem às vitórias.

Em face de representar a Cidade nos Jogos Regionais do Idoso (JORI), onde conquistou várias medalhas de ouro, nossa homenageada também recebe apoio financeiro da Secretaria de Esporte de Guarujá, por meio da Lei de Incentivo.

Atualmente, Amara Félix, aos 75 anos de idade, se recupera de uma cirurgia no joelho. Afirmou que em breve estará de volta às pistas, trilhas e caminhos.
Nossa maratonista é puro exemplo de que o esporte ultrapassa a barreira da idade.

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

A Bola da Vez: Bazuca Edson Joaquim de Oliveira

A BOLA DA VEZ   Nome – Edson Joaquim de Oliveira Apelido – Bazuca e Pai Bobó Naturalidade – Vicente de Carvalho Nascimento – 12/11/1951 Esporte – Futebol Posição – Volante   Nascido pelas mãos de Dnª Ana Parteira, em Vicente de Carvalho, Edson iniciou seu currículo esportivo aos 11 anos de idade jogando no Leia mais

Por Onde Anda – João Bacalhau

      Nome: João Carlos Albuquerque da Cunha Apelido: João Bacalhau Naturalidade: Santos Esporte: Basquetebol Posição: Pivô Nascimento: 05/05/1949   Nosso homenageado da semana é o querido amigo João Carlos Cunha, popularmente conhecido por “João Bacalhau”, um dos mais conhecidos e conceituados professores de Educação Física e atleta de basquete da Ilha de Santo Leia mais

Coluna Por Onde Anda Nagóya

      Nome – Ronaldo Ramos Faustino Apelido – Nagóya Naturalidade – Guarujá Data de Nasc. – 25/05/1962 Esporte – Futebol Posição – Centroavante   Nascido em Guarujá, portanto, caiçara da gema, Ronaldo Ramos Faustino, popularmente conhecido por Nagóya, é também um grande amigo do futebol e da vida. Centroavante impetuoso, habilidoso e artilheiro Leia mais

Coluna Por Onde Anda Mojica

Nome – Mojica RodriguesApelido – MojicaNaturalidade – SantosNascimento – 12/04/1953Posição – Ponta direita     Hábil, veloz e de chute forte, Mojica Rodrigues, nosso craque do passado começou sua trajetória futebolística aos 11 anos de idade na ponta direita do Corinthinhas de Guarujá, dirigido pelo técnico Valdemar Morora. No mesmo ano transferiu-se para aquele que Leia mais