Editorial – A responsabilidade do formador de opinião

Em ano eleitoral não tem muito como fugir do assunto política, especialmente em Guarujá, onde as eleições já estão a todo vapor e as redes sociais, por enquanto, são as arenas principais dos pré-candidatos, desde os mais simples aspirantes a vereador, aos mais ambiciosos candidatos ao Executivo.
A estratégia de batalha é quase a mesma: usar da desinformação, da estratégia dos vídeos-denúncia e os blocos de comentários oposicionistas ao atual governo para conquistar apoiadores e curtidores.
O tom de algumas dessas postagens é quase sempre de cobrança pelo que ainda não foi feito ou resolvido. É até um direito do cidadão poder, e dever, se manifestar pelo que não gosta e pelo que quer ver melhorar em sua comunidade. Assim surgem os (bons) formadores de opinião, conscientes de sua responsabilidade perante a sociedade que o cerca.
O que nos é nocivo, especialmente em tempos de eleições, são os discursos vazios construídos para inflamar a opinião pública, expondo as feridas da sociedade, sem no entanto, receitar a cura real. Tornando as redes um mero parlatório para reafirmação da velha e manjada política.
O mundo tem passado por uma turbulência moral, e de valores, bastante intensa e os ecos do conservadorismo do passado têm moldado o desejo de mudança dessa sociedade global. Daí acompanharmos diariamente o desenrolar da batalha entre a política que queremos versus a política que financiamos e apoiamos com nosso voto, e que nos trouxe à beira do abismo de valores distorcidos que vivemos.
Observar e refletir sobre o que é dito e por quem nessas redes sociais, quais os valores que esse ‘formador de opinião” transmite na vida real, e que causas essas pessoas defendem em suas comunidades reais é o melhor caminho para se promover a mudança que queremos e fugir da influência nociva das notícias falsas e desinformativas.

Tá limpezaQuem viveu em Guarujá na última década ainda tem fresco na memória a situação de abandono das ruas e calçadas, da falta de carinho dos cidadãos com o ambiente, as lembranças do lixo e do mato que desfigurava a cidade e afastava tanto morador quanto turistas dos pontos de convivência e lazer da cidade. Por isso, receber a notícia de que o governo teve seus esforços reconhecidos e que a cidade figura entre as 10 cidades mais sustentáveis em limpeza urbana é para ser comemorado e incentivado a ampliar cada vez mais as políticas que nos trouxeram a essa posição. O progresso vem da ação. Avante!

Acessibilidade
As pessoas com deficiência de Guarujá já podem contar com o Plano Municipal de Acessibilidade, instituído pela Lei nº 4.754, que reúne política públicas e ações inclusivas voltadas à pessoa com deficiência. O plano foi criado pela Comissão Permanente de Acessibilidade, que tem por objetivo tornar a Cidade cada vez mais acessível para seus munícipes.

Acessibilidade II
Dessa forma, metas anuais foram sugeridas para cada secretaria para abranger o público PCD (pessoa com deficiência) em diversas áreas do Município. O público PCD também pode aguardar um calendário de eventos exclusivos de esportes, música e dança, além de aulas e programas já oferecidos pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

15º Festa de Iemanjá
A comemoração do Dia de Iemanjá em Guarujá, neste domingo, dia 2 de fevereiro, contará com artesanato, culinária, vestuário, grupos afro-culturais, um centro para exposição temática sobre tradição afro, a presença de 20 ilês de entidades religiosas locais, além de shows ao vivo.

Procissão
A tradicional procissão acontecerá a partir das 19 horas, com o toque nas tendas e a entrega das oferendas. O evento é gratuito e acontece a partir das 10hs, nas proximidades da Praça Horácio Lafer, na Praia da Enseada.

Crescimento
O crescimento do número de cadastros imobiliários, que indica o aquecimento da construção civil e a renovação da infraestrutura urbana da Cidade, foi comemorado pelo Governo Suman. Em 2019, foram 1.537 novos cadastros, número 30% maior que os 1.070 registrados em 2016.

Reformas
Os pedidos de autorizações para reformas e revitalizações de construções também subiram entre 2016 e 2019, de 288 para 309, crescimento de 7%. O resultado de 2019 é o melhor dos últimos seis anos.

Virtuoso
Para o prefeito de Guarujá, Válter Suman, os números refletem o trabalho de recuperação da cidade como um todo. “É a resposta da sociedade civil, que enxerga os esforços do poder público e está voltando a acreditar e investir. Isso estimula um ciclo virtuoso de crescimento que só tende a se fortalecer”, analisa.

Ocupação
Paralelamente aos números favoráveis da construção civil, Guarujá registrou ocupação hoteleira de 97% durante as festas de fim de ano, com expectativa de fechar o mês de janeiro com média de 80%. A Cidade também foi a terceira mais procurada do Brasil por usuários do serviço online de locação de imóveis Airbnb, entre setembro de 2018 e agosto de 2019, para férias em família.

Multas
Multas excessivas e com valores altos têm tirado o sossego de moradores do bairro Perequê que transitam pela Rodovia Ariovaldo de Almeida Viana, que é de responsabilidade do Estado de São Paulo.

Excessos
Os moradores se queixam que as multas estão sendo aplicadas à revelia e denunciam que desde o início desta temporada de verão, estaria ocorrendo um excesso de autuação por parte dos agentes da Polícia Rodoviária na região.

Mais de 100
Os moradores do bairro chegaram a criar um grupo no WhatsApp, que já conta com mais de 100 pessoas que teriam recebido multas por infrações como ultrapassagem pela direita ou andar sem capacete. Há relatos de pessoas que receberam notificação de 4, até 6 infrações, que geraram multas no valor de cerca de R$ 1.500 cada.

Educativas
Os moradores chegaram a levar suas queixas às autoridades. De acordo com nota da Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social (Sedecon), o secretário Luís Claudio Venâncio Alves juntamente com o vereador Naldo, realizou uma reunião com o comando da Polícia Militar Rodoviária, para que ações nessa rodovia sejam mais educativas e menos punitivas.

Recurso
A nota ainda orienta que os casos em que já houve a aplicação de multas poderão ser alvo de recurso junto aos órgãos estaduais de trânsito, que são os responsáveis pelo julgamento das multas estaduais impostas.

A conta de luz está em dia, mas, tive uma “surpresa”!

Prezado leitor, vamos conversar sobre a luz de sua casa? Sim, é isso mesmo. Pense na seguinte situação: em um dia qualquer, você teve a infeliz surpresa de um corte na energia elétrica sem ninguém lhe avisar com antecedência. Nesse caso, o que você faria? Isso pode acontecer, se é que já não aconteceu com alguns de vocês. Por isso, vamos conversar sobre as possíveis providências que podem ser tomadas.
De início, sempre destaco aqui a importância de tentar resolver esses episódios diretamente com aquele que presta o serviço. Mas, sabemos que às vezes essa nossa tentativa não funciona, por qualquer motivo que seja. Então, vamos descobrir o que pode ser feito. Se os seus pagamentos estão em dia ou não, o fato é que a energia elétrica é um serviço essencial para todos nós.
Assim, mesmo que você esteja com débitos ou com todas as faturas pagas, deve ser comunicado com antecedência sobre um possível corte, afinal, a suspensão da energia de forma inesperada pode até danificar os seus eletrodomésticos. Caso essa seja sua situação e não conseguiu um acordo diretamente com a empresa, procure o Procon mais próximo e esclareça suas dúvidas.
Importante: se houve danos em algum equipamento seu, não se esqueça de providenciar um documento (laudo) de alguma assistência técnica que confirme ter sido o aparelho danificado pela queda de energia, pois, você poderá entrar em contato com a empresa e ser ressarcido do eventual prejuízo. Mas, atenção, o prazo para que você possa fazer esse tipo de pedido é de até 90 (noventa) dias após o dano no aparelho.
De qualquer modo, saiba que você, leitor, se sofrer algum episódio como esses que narrei, pode solicitar esclarecimentos do Procon mais próximo. Fique atento ao seu Direito!

O ministro da Educação atrapalha o Brasil, atrapalha o futuro das nossas crianças, está comprometendo o futuro de muitas gerações. Cada ano que se perde com a ineficiência, com um discurso ideológico de péssima qualidade na administração, acaba prejudicando os anos seguintes. Mas quem demite e quem nomeia ministro é o presidente.

Rodrigo Maia – Presidente da Câmara dos Deputados


 

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Opinião – Um olhar positivo sobre o que já está bom

Precisamos valorizar e analisar com um olhar positivo o que vem sendo realizado em nossa cidade. É muito difícil apontar uma gestão municipal que tenha agradado a 100% da população durante seu mandato. Não pela falta de ação, mas pelas questões individuais. Pergunte a um cidadão sobre o que ele acha de ter a feira-livre Leia mais

Opinião – Até quando esperar?

Até quando esperar? Todo ano é sempre igual. Verão é tempo de tempestades e chuvas intensas, independente dos processos climáticos que influenciam em maior ou menor grau a intensidade da água que desce dos céus. E a história se repete nas cidades, que por falta de planejamento urbanístico eficiente, sofrem com enchentes e alagamentos nesses Leia mais

Opinião – Continuamos indefesos

O assunto de Segurança Pública sempre ganha destaque quando um crime acontece e mexe com a sociedade. Na última semana, a morte de uma jovem mãe, empresária, e pessoa querida na cidade chocou pela frieza e brutalidade do ato. Mais do que isso, o crime ocorreu em um bairro ‘tranquilo”, em plena luz do dia, Leia mais

Desenvolvimento com sustentabilidade agora

Os olhos do mundo estão sobre os desdobramentos do encontro anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, que neste ano trata como tema central a sustentabilidade. Ainda que as discussões econômicas que envolvem a questão ambiental tenham possibilidade de execução quando propostas e apoiadas pelos governos nesses fóruns internacionais, o cidadão comum tem Leia mais