Opinião – Deflagrada a terceira Guerra Mundial?

Deflagrada a terceira Guerra Mundial?

A peste, chamada em nossa era de Covid-19, está em guerra contra os seres humanos e tem fome de quem não leva a sério as recomendações de prevenção, levando à morte os entes queridos de quem deixa a porta aberta a um ataque aos mais vulneráveis.

Apesar da semelhança, não vamos falar sobre os cavaleiros do Apocalipse: a Fome, a Peste, a Guerra e a Morte. O assunto que importa, o drama que vivemos na vida real, é a pandemia causada pela mutação do vírus corona (covid-19) e o número de mortes que vem causando mundo afora.

Antes de prosseguir é preciso reafirmar: Não é apenas uma gripe. É uma ameaça invisível e letal que a cada território invadido deixa um rastro de morte e sérios impactos sociais e econômicos por onde passa.

Apesar do senso comum sobre o que uma epidemia global poderia trazer de sérias consequências para um país e para o mundo, nossa sociedade demorou para entender esse novo inimigo.

Bem previram os profetas de que a próxima guerra não seria lutada com armas de fogo. Estaríamos nós, então, vivendo a terceira Guerra Mundial?

As maiores potências bélicas no mundo se veem indefesas contra um inimigo que se veste de rei e tem em sua coroa sua maior arma sobre todos os organismos vivos. Não importa quão vasto o conhecimento sobre estratégias de guerra, poder de fogo ou tecnologia: o novo coronavírus é insensível a todos eles.

A escalada da letalidade do vírus pelo mundo nos trouxe a compreensão de que ele se modifica de acordo com o ambiente e, por mais que as autoridades sanitárias de todo o mundo empreendam inúmeros esforços, a peste continua a avançar.

No entanto há esperança e ela é a ciência. Até que uma vacina, nossa heroina e deusa da era pós-moderna, seja desenvolvida em algum laboratório pelo mundo, devemos fazer nossa parte e nos mantermos atentos às formas de evitar o contágio da doença.

A filosofia nos ajuda a refletir sobre a humanidade e sua transformação frente a essa crise sanitária global e mostra o quanto nossas ações individuais são importantes e influenciam no todo. Ainda que você seja saudável o suficiente para não adoecer com este vírus, certamente há em seu círculo quem não o seja.
Previna-se por todos.

Últimas notícias
No Brasil, casos confirmados saltam de 428 para 621 em 12 horas
No último boletim informado pelo Ministério da Saúdes na tarde desta quinta-feira (19), as mortes em razão do novo coronavírus subiram para seis. Já os casos confirmados saíram de 428 para 621. São Paulo segue como foco da disseminação do vírus, com 286 casos. (um).

Por causa da velocidade do aumento de casos, o Ministério da Saúde deixará de trabalhar com casos suspeitos, passando a divulgar apenas as situações confirmadas e as mortes decorrentes da doença resultante da infecção pelo vírus.

No Estado de São Paulo, a Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou (19) a quinta morte por Covid-19. Trata-se de um homem de 77 anos, com comorbidade, e que morava na capital.

Todas as cinco mortes foram registradas na capital. Todos eles tinham mais de 60 anos.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, 33 pacientes estão internados em estado grave na UTI do Hospital Sancta Maggiori, sendo que 12 deles deram positivo para o novo coronavirus.

Outras 90 pessoas também estão sendo atendidas pelo hospital, em apartamentos. Testes comprovaram que 16 delas estão infectadas com o novo coronavírus.

A Secretaria de Saúde informou que, até o momento, São Paulo tem 286 casos confirmados para o novo coronavírus, sendo que quatro são pessoas que moram em outros estados e dois são turistas estrangeiros.

A capital registra a maior parte dos casos: 259. Há ainda 7.669 casos suspeitos em investigação em todo o estado.

Locação social
Encerradas as buscas por vítimas nos morros de Guarujá, a tragédia causada pelas fortes chuvas do início do mês de março não será esquecida. As famílias que foram desalojadas e estão cadastradas na prefeitura já começam a receber auxílio. Já são 188 famílias recebendo o benefício de locação social municipal em Guarujá.

Senhas
A lista com mais 84 nomes dos beneficiários foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (18), que se junta a outras duas listas que totalizam 104 nomes, já publicados anteriormente. O cadastramento e atendimento às famílias seguem sendo feitos na sede da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab). Em razão dos cuidados por causa do novo coronavírus, a Sehab está distribuindo senhas e só está atendendo o limite de 30 famílias por dia.

Cadastros
Cerca de 800 pessoas estão cadastradas na lista de triagem do programa de locação social municipal de Guarujá. Seus dados estão sendo analisados minuciosamente pelos técnicos da Sehab.

 

COMO MANTER VIVO OS NEGÓCIOS EM TEMPOS DE CORONAVÍRUS

A crise de saúde mundial provocada pelo Covid-19 é gravíssima e deve ser tratada como tal, no entanto não podemos encarar como egoísmo a preocupação dos seus efeitos econômicos, pois se para as grandes empresas o prejuízo será grande, para toda a gama de pequenos empreendedores, essa fase pode custar a sobrevivência do negócio.

E como bem sabemos, essa é a categoria que faz o Brasil girar.
Por isso, o Sebrae e toda cadeia empreendedora têm destacado uma série de medidas e soluções para enfrentar essa crise, vamos a algumas delas:

– Use as mídias sociais para investir no relacionamento com o cliente, não se limite a querer vender produtos, compartilhe também conteúdos relevantes, que mostre sua preocupação com ele (que também vive uma situação de crise).
Exemplo: se você tem uma lanchonete mostre como são seus processos de manipulação de alimento, como são embalados os lanches para entrega, compartilhe receitas etc. Donos de academia podem montar treinos para casa, fazer lives nos horários das aulas, mantendo-se conectados aos seus alunos e possíveis clientes.
– É o momento também de sua empresa apostar nas ferramentas de venda online, podendo optar pelas gratuitas como o Mercado Livre, Estante Virtual entre outras. Avalie as plataformas existentes e escolha a que mais se adéqua às suas necessidades.
– Os aplicativos de delivery são indispensáveis. Mesmo que você entre agora e tenha dificuldade de se posicionar bem no ranking de recomendações, ainda vale mais estar acessível ao cliente do que o contrário.
– Por fim, conheça realmente o custo de sua empresa, fazendo as adequações necessárias para manter o negócio operando. Não tenha medo de negociar com fornecedores, avalie também oferecer descontos para conquistar e fidelizar o cliente, mais do que maximizar lucros é hora de garantir o ponto de equilíbrio e sobreviver.

Seja qual caminho escolher, aja, pois começar hoje é sempre melhor que amanhã.
*Para mais dicas e cursos online, acesse o Sebrae: ead.sebraesp.com.br.

Diego Abreu
Diretor de Empreendedorismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Portuário da Prefeitura de Guarujá.

 


“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons”
Martin Luther King

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Opinião 03/04/2020

Reconfortante As ações do governo Suman frente a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) vem dando exemplo de responsabilidade e apreço à vida. Nos últimos 30 dias a cidade teve duas emergências que culminaram em dois decretos de calamidade: um pelas chuvas, outro pela pandemia. Se na primeira emergência o governo precisou lidar Leia mais

Opinião Nos vemos na internet

Nos vemos na internet Informamos aos nossos leitores e parceiros comerciais que, em consequência da pandemia covid-19, iremos suspender, temporariamente, a impressão e distribuição física da nossa edição semanal do jornal A Estância de Guarujá. Isso NÃO significa que o jornal A Estância encerrou suas atividades. Muito pelo contrário. Continuamos firmes e atuantes nas redes Leia mais

Opinião As muitas prioridades de uma cidade

As muitas prioridades de uma cidade A polêmica da semana sobre uma possível atuação do Exército Brasileiro nos dois primeiros dias da tragédia em dois morros de Guarujá, causada pelas chuvas intensas da semana passada, tem sido bastante explorada pelos diversos grupos políticos da cidade. Para alguns, seria possível salvar mais pessoas se a atuação Leia mais

Opinião – Edição 5424

Mais uma tragédia anunciada Uma lição que custa a ser aprendida pelas autoridades, ainda que seja conhecida por todos os governantes em todas as esferas de poder público. Habitações em áreas de risco não podem ser toleradas, mas elas ainda proliferam. E em muitos casos, contam com o olhar míope dos governos para se alastrar. Leia mais