Atendimentos da Carreta da Mamografia superam o de 2019

Foram mais de mil atendimentos realizados na Cidade neste ano, contra 561 em 2018

O número de atendimentos feitos na Carreta da Mamografia, que ficou na Cidade de 7 a 31 de janeiro foi bem superior aos exames realizados na última edição. Os números deste ano superaram as expectativas da coordenação de Saúde da Mulher, uma vez que a cidade não tem demanda reprimida nas unidades de saúde para realização dos exames.
Neste ano, foram realizadas 980 mamografias e 25 ultrassonografias de mama, que perfaz um total de 1.005 atendimentos. O número de exames realizados em 2018 foi de 561 (529 mamografias e 32 ultrassonografias de mama). Mediante distribuição de senhas, a Carreta atendeu mulheres a partir de 35 anos, munidas de documentos e comunicadas pela rede municipal.
Para a ginecologista Adriana Machado, coordenadora municipal da Saúde da Mulher, a praticidade de poder realizar o exame no mesmo dia de atendimento pode ter motivado a grande procura pela carreta, no entanto ressalta que “não há fila para realização dos exames de imagem no município”.
A coordenadora pontuou que cerca de 1/3 das pacientes agendadas acaba faltando às consultas de exames, e precisa remarcar uma nova data, o que pode ter influenciado de algum modo na procura pela carreta neste ano. “No entanto, os exames que são solicitados nas consultas regulares são feitos atualmente em até 15 dias. Realizamos diversos plantões para atender à lista de espera que havia e, mesmo com a demanda da campanha do Outubro Rosa conseguimos zerar essa lista de espera e trabalhamos com agendamento diário de pedidos que chegam das consultas nas unidades”, explica a coordenadora.
O programa é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio do Programa Mulheres de Peito, em parceria com a Prefeitura e o veículo permaneceu estacionado na frente do PAM Rodoviária, onde prestou atendimento de segunda a sábado.
Os atendimentos realizados na carreta estão sendo triados e terão acompanhamento nas unidades de saúde. “Os resultados dos exames já estão disponíveis na Casa Rosa e, aqueles que apresentaram alguma alteração estão sendo encaminhados para avaliação dos nossos mastologistas clínico e cirúrgico para agilizar o atendimento às pacientes que realmente necessitam”.
O Instituto da Mulher, a Casa Rosa fica na Rua Quinto Bertoldi, 5, na Vila Maia, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Guarujá conquista R$ 1,5 milhão para obras de saneamento básico

De Guarujá A liberação de R$ 1,580 milhão do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), para serviços de saneamento básico em Guarujá está garantida com a assinatura de três convênios com o Governo do Estado. Os recursos vão equacionar antigos problemas da Cidade relacionados ao saneamento básico, como as enchentes e a poluição difusa, assegura Leia mais

Cientista norte-americano reforça projeto do Atlas Ambiental da cidade

De Guarujá O projeto Atlas da Poluição, desenvolvido pela Secretaria de Meio Ambiente (Semam) de Guarujá, a partir de um termo de cooperação firmado com a Universidade Nove de Julho (Uninove) e a Universidade de São Paulo (USP), em 2018, contará com o reforço do pesquisador David Nowak, cientista do Serviço Florestal Americano. Pioneiro na Leia mais

Cursos de extensão são oferecidos na Unaerp Guarujá

A Unaerp está com inscrições abertas para cursos de extensão, com início em março. Investir em cursos de extensão pode ser uma excelente oportunidade para ampliar saberes e incrementar o currículo. São quatro opções de cursos com inscrições abertas: A Arte e Técnica de Falar em Público; Literatura Infantil, Mediação de Leitura e Contação de Leia mais

Docente de Guarujá integra evento do Ministério da Saúde

Da Redação O curso de Medicina da Unoeste Guarujá esteve representado no evento do Ministério da Saúde “Previne Brasil” através do professor Everton Lopes Rodrigues. Realizado na segunda (10) e terça-feira (11) no Hotel Nacional SHS, em Brasília (DF), a oficina tem como objetivo discutir o apoio à implantação do novo financiamento federal da atenção Leia mais