Jovem morre afogada após chamar amiga para tirar selfie em cachoeira

Uma jovem de 19 anos morreu afogada na Cachoeira da Capelinha, em Cajati, no interior de São Paulo. A garota já estava indo embora, quando se separou do grupo em que estava e voltou à cachoeira para fazer uma selfie com uma amiga. Elas foram surpreendidas pela correnteza e apenas a colega da vítima foi resgatada com vida.

Conforme informações da Fundação Florestal, Maria Fernanda Fagundes Sobrinho é de Curitiba, no Paraná, e estava com um grupo de 15 pessoas, entre amigos e familiares. Eles chegaram ao Parque Estadual do Rio Turvo (PERT) por volta das 10h de domingo (12) para visitar a cachoeira e foram recebidos por monitores, que passaram todas as orientações conforme protocolo das unidades. A operadora de telemarketing aproveitou parte do dia no local.

Por volta das 13h30, o grupo que estava com ela decidiu que iria embora e seguiu sentido trilha. A jovem e uma amiga de 17 anos resolveram voltar para tirar uma última foto. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ambas ficaram na margem da cachoeira e, em um determinado momento, o volume da água aumentou rapidamente, e as duas afundaram.

O grupo notou que as duas estavam demorando e as pessoas decidiram retornar para saber o que havia ocorrido. Um deles viu a adolescente se afogando e a puxou para a superfície. Maria não foi localizada pelos amigos, que decidiram acionar o Corpo de Bombeiros.

O corpo da jovem foi localizado às 19h30. Ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso, registrado como óbito – morte natural, na Delegacia de Cajati, segue em investigação.

NOTA
A Fundação Florestal (FF) comunicou em nota, que lamenta a morte da jovem Maria Fernanda e afirma que, após o acidente, imediatamente, os funcionários do parque prestaram toda assistência ao grupo e acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

O local, segundo a Fundação, possui sinalizações e monitores que alertam sobre os cuidados a serem tomados durante o passeio, tais como riscos de afogamento, trombas d’água e não consumir bebida alcoólica nas dependências do parque. Não há registros anteriores de acidentes fatais nesta área.

A cachoeira possui entre quatro e seis metros de profundidade e fica há cerca de 200 metros da sede da unidade. A caminhada até a queda d’água é autoguiada. Neste período de verão, os alertas e orientações de segurança aos visitantes foram intensificados em todas as áreas geridas pela Fundação Florestal, além do reforço dos avisos nas mídias sociais. (Fonte: G1)

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Escolas em Guarujá permanecem em quarentena

Até segunda ordem, as aulas presenciais na rede municipal de ensino de Guarujá não serão retomadas. A decisão foi tomada pela Prefeitura na tarde desta quarta-feira (5), depois de discussões com as secretarias municipais de Educação, Esporte e Lazer (Sedel) e também de Saúde (Sesau). Dessa forma, o Município não seguirá a linha já anunciada Leia mais

Emendas garantem exames de alto custo e reduzem filas de espera

Recursos indicados pelos vereadores têm custeado exames de cintilografia, cateterismo e ventriculografia As emendas impositivas feitas pelos vereadores junto ao orçamento municipal estão garantindo a realização de exames de alto custo e diminuído o tempo de espera para o agendamento desses procedimentos, que geralmente têm muita demanda. De acordo com informações da diretoria de regulação Leia mais

Audiência pública on-line discute plano ambiental nesta segunda

Está marcada para segunda-feira, dia 3 de agosto, a discussão e votação para aprovação da primeira fase do Plano Municipal de Educação Ambiental (PMEA). Em razão da pandemia do novo coronavírus, a audiência pública será exclusivamente on-line. A transmissão será realizada pela página oficial da Prefeitura (https://www.facebook.com/prefeitura.guaruja), a partir das 16 horas. O tema, de Leia mais

Saúde comemora marca de 5.000 recuperados

Com 73% no começo de julho e agora 83%, a taxa de curados no município de Guarujá registra alta de 10% Ao ultrapassar a marca de 5.000 recuperados da covid-19, nesta quinta-feira (30), Guarujá também aumentou em 10% a taxa de curados da doença na Cidade em relação ao começo deste mês – antes 73% Leia mais