Navio em Santos é vistoriado após estivadores dizerem que tripulação tossia e espirrava

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai vistoriar um navio que saiu da Índia e está atracado no Porto de Santos, após estivadores dizerem que viram a tripulação tossir e espirrar. A embarcação, de bandeira liberiana, também passou pela África do Sul e aguarda embarque de soja a granel.

Segundo informações do Sindicato dos Estivadores de Santos (Sidestiva), o navio KM Singapore atracou na noite de sábado (25) e os estivadores levantaram a suspeita de que os tripulantes estariam contaminados pelo coronavírus já que viram a tripulação com tosse, espirros e os operadores responsáveis pelo Terminal Exportador do Guarujá (TEG) subirem no navio com luvas e máscaras.

A Anvisa informou por meio de nota na manhã deste domingo (26) que não são casos suspeitos ou que se encaixam na definição de suspeitos até o momento. O órgão ainda ressaltou que vai subir a bordo para apurar o caso de qualquer forma e o que o uso de máscara aconteceu por conta de uma proteção contra poeira.

Já a Santos Port Authority (SPA), que administra o Porto de Santos, informou que a Guarda Portuária foi acionada por um trabalhador portuário autônomo sobre a situação do navio e que imediatamente acionou o setor de Saúde da Gerência de Segurança do Trabalho da SPA. Ainda não há relatos de quantos dias a embarcação vai permanecer no Porto de Santos.

NOTA DA SANTOS PORT AUTHORITY
A Santos Port Authority (SPA) recebeu informações, na manhã deste domingo (26), de que a tripulação do navio KM Singapore, atracado na margem esquerda do Porto de Santos, estava usando máscaras e luvas. Isto que gerou preocupação por parte dos trabalhadores portuários avulsos, tendo em vista aos novos casos de Coronavírus ocorridos na China e em outros países.

A SPA já repassou essas informações à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é a Autoridade Sanitária responsável pelo monitoramento das embarcações que operam no Porto de Santos, para que sejam verificadas as ações preventivas que devem ser adotadas, caso seja necessário. Em resposta, a Anvisa disse estar ciente e acompanhando a situação de perto.

NOTA DA ANVISA
A história é que se trata de um navio vindo da India e no qual haviam trabalhadores asiáticos usando luvas e máscaras. Os estivadores viram os trabalhadores do navio Km Singapore usando máscaras e espirrando o que pode ter causado pânico. Porém, não são casos suspeitos ou que se encaixam na definição de suspeitos até o momento. Em complemento, esclarecemos que estas são informações do momento. Podemos fazer uma atualização mais tarde se a equipe da Anvisa se Santos tiver novidades. (Fonte: G1)


 

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Praias de Guarujá receberão 120 bicicletários ao longo da orla

As praias de Guarujá receberão a instalação de 120 bicicletários. Com a adição, serão disponibilizadas 240 na orla do município. A implantação começou na praia de Pitangueiras, onde dois equipamentos já estão funcionando. De acordo com a prefeitura de Guarujá, as primeiras instalações aconteceram na última quarta-feira (19), e previsão é de que até o Leia mais

Em Guarujá, banhistas são arrastados pelo mar durante ressaca

A maré subiu e uma forte ressaca atingiu as praias do litoral de São Paulo na tarde de domingo (23). Imagens mostram o momento em que o mar em uma praia de Guarujá invade a faixa de areia e arrasta cadeiras, guarda-sóis e, até mesmo, alguns banhistas que aproveitavam o dia ensolarado. A previsão é Leia mais