Piscinões e macrodrenagem: 600 árvores serão transplantadas ou replantadas em Guarujá

A Prefeitura de Guarujá inicia as intervenções da primeira etapa da macrodrenagem do Rio Santo Amaro, uma obra histórica e que vai mudar a vida dos moradores do bairro. O cronograma de obras prevê 30 meses de trabalho, com investimentos de R$ 77,5 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

O projeto executivo prevê a construção de três reservatórios controlados por comportas, reconstrução de canais, obras de drenagem e pavimentação.

O conjunto de intervenções proposto para o local constitui-se de um sistema de proteção contra inundações composto pela ampliação da capacidade dos canais e galerias existentes, associado a um sistema de proteção dos efeitos de maré.

Uma obra de grandes proporções como a da macrodrenagem do Rio Santo Amaro prevê, ainda, outros tipos de intervenção para atingir seu objetivo final. Por isso, será necessário suprimir, transplantar e replantar árvores situadas no perímetro onde as intervenções serão realizadas. Esse trabalho vem sendo realizado desde o começo de fevereiro pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam).

Tudo está sendo planejado e executado de maneira a garantir que o município não perderá vegetação. Até agora já foram impactadas 112 unidades, todas na Avenida Francisco Arnaldo Gimenez, sendo que 11 delas já foram transplantadas para outras localidades. Ao final da obra, serão replantados mais de 600 novos arbóreos.

Seis unidades da espécie Chapéu-de-Sol foram replantadas no próprio bairro Santo Antônio, além de Paecará e Vila Alice. Outras dois pés de Acerola foram transplantados, uma delas para a Praça Possidônio Xavier de Jesus e outra foi novamente plantada na residência de um munícipe, após pedido formalizado à Semam.

Outros dois coqueiros baianos foram plantados na região da Enseada. Ambas foram na própria Avenida Miguel Estefno, ao lado do Posto 10, na orla.

Por fim, outras duas amoreiras negras mudaram de lugar: uma foi para a Praça Possidônio Xavier de Jesus e outra em uma das ruas do bairro Santo Antônio. Todo o processo foi acompanhado por técnicos da Semam, para garantir o correto manuseio, transporte e replantio das espécies.

“Como foi preciso suprimir e transplantar algumas árvores do entorno para a realização da obra, na sequência entraremos com o replantio de mais de 600 exemplares para rearborizar o bairro”, explica o secretário de Meio Ambiente, Sidnei Aranha.

Para isso, serão utilizadas espécies adequadas para os perímetros urbanos, o que garantirá menor incidência de quedas, acidentes com rede elétrica e destruição de calçamento.

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Vacinação contra a covid-19 segue no feriado e amplia faixa etária

Imunização será somente no Ginásio Guaibê nesta quarta-feira (21), com horário especial de funcionamento, das 9 às 14 horas; idosos com 65 anos já poderão garantir a primeira dose Guarujá manterá a vacinação no feriado de Tiradentes nesta quarta-feira (21). A imunização ocorrerá apenas no Ginásio Guaibê (Avenida Santos Dumont, 420 – Santo Antônio) e Leia mais

Fundo Social atende a famílias já agendadas pelos Cras, neste feriado

Atendimento será das 8 às 17 horas, conforme pré-agendamento Nesta quarta-feira (21), feriado de Tiradentes, o Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Guarujá estará com suas portas abertas, das 8 às 17 horas, para atender exclusivamente as famílias já agendadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), para retirada de cestas básicas. “Sabemos que Leia mais

SP: estudo aponta incidência maior de covid-19 entre professores

Docentes seriam três vezes mais infectados que população geral Levantamento realizado por pesquisadores da Rede Escola Pública e Universidade (Repu) indicou que a incidência de covid-19 entre professores das escolas estaduais de São Paulo no início deste ano foi maior do que a registrada na população em geral. Os resultados mostraram que a incidência da Leia mais