PM aposentado morre após ser baleado por assaltantes em Guarujá

Claudiomir José da Silva, policial militar aposentado de 56 anos, morreu após ser baleado por assaltantes em Guarujá. Ele estava em frente a um mercado no distrito de Vicente de Carvalho quando foi surpreendido por, pelo menos, dois criminosos. Ele é o terceiro PM morto em pouco mais de uma semana na Baixada Santista.

O caso aconteceu por volta das 18h20 de terça-feira (11), em um mercado localizado na Rua 1º de Junho, no bairro Pae Cará. As câmeras de monitoramento do mercado flagraram parte do crime. Segundo a PM, os criminosos agiram após tentar roubar a arma do policial aposentado.

As imagens mostram Claudiomir caindo no chão do mercado após ser baleado. Ele corre para dentro do comércio e é perseguido por um dos suspeitos. Ainda nas imagens é possível ver clientes correndo e se escondendo ao ouvirem o som dos disparos de arma de fogo.

O policial aposentado levou um tiro na região no peito. De acordo com a Polícia Militar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) prestou os primeiros socorros a Claudiomir e ele foi encaminhado ao Pronto Socorro São João, em Guarujá. Apesar do atendimento, o aposentado não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Segundo a PM, equipes foram enviadas ao local após o crime e realizam buscas, no entanto, ninguém foi preso. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá e será encaminhado para investigação na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos.

Terceiro caso
Claudiomir é o terceiro policial militar morto na Baixada Santista em pouco mais de uma semana. Além dele, dois PMs de folga foram baleados em Santos e em São Vicente desde o início do mês de fevereiro.

O cabo da PM Carlos Gonçalves, de 47 anos, foi baleado enquanto estava de folga em Santos. Carlos estava em um bar no Centro de Santos quando foi abordado por um suspeito. Armado, o criminoso disparou contra o rosto do PM, que não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada da última quarta-feira (5).

Já na tarde de sábado (8), o cabo Cláudio Gonçalves foi executado na porta da casa dos pais em São Vicente. Segundo a Polícia Militar, ele foi abordado por três criminosos que atiraram contra ele e roubaram sua arma.

Após atirarem contra o policial, os criminosos fugiram. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O policial trabalhava no batalhão de Mongaguá e assumiria o expediente na noite de sábado.

Ainda no sábado, um dos suspeitos de participar do crime foi detido em São Vicente, após uma operação realizada entre equipes da Força Tática de todos os Batalhões da PM da Baixada Santista, para localizar os criminosos envolvidos no homicídio. (Fonte: G1)


 

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Guarujá conquista R$ 1,5 milhão para obras de saneamento básico

De Guarujá A liberação de R$ 1,580 milhão do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), para serviços de saneamento básico em Guarujá está garantida com a assinatura de três convênios com o Governo do Estado. Os recursos vão equacionar antigos problemas da Cidade relacionados ao saneamento básico, como as enchentes e a poluição difusa, assegura Leia mais

Bandas e blocos garantem a folia em Guarujá

Programação segue até terça-feira, dia 25, com 11 bandas fixas e 14 itinerantes, que levarão a festa para os bairros da Cidade O Carnaval de Guarujá está oficialmente aberto. Desde o último sábado (15), os blocos fixos e itinerantes da Cidade começaram a animar os foliões, com uma programação que segue até terça-feira (25). Nesta Leia mais

Instituto Emílio Ribas de Guarujá promove palestras sobre novo Coronavírus

Orientações sobre o novo vírus serão multiplicadas aos hospitais e unidades de saúde públicas e privadas da Baixada Santista De Guarujá O Instituto de Infectologia Emílio Ribas de Guarujá (IIER II) realiza nesta sexta-feira (21), às 9 horas, um ciclo de palestras com o tema “Novo Coronavírus”. O evento acontecerá no Teatro Municipal Procópio Ferreira, Leia mais

Prefeitura contrata emergencialmente pedreiro, ajudante e encarregado

Com o objetivo de atender determinação judicial para a realização de obras de contenção em áreas de risco na Cidade, a Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Seurb) realizará seleção para contratação emergencial de 70 profissionais. Cinco vagas são reservadas para pessoas com deficiência e há, ainda, 92 de cadastro reserva. Os salários variam entre R$ Leia mais