Surfista faz registro de lixo no mar em praia em Guarujá

O surfista Rodrigo Nattan Guimarães, de 29 anos, acostumado a registrar belas imagens de animais marinhos em Guarujá fez um triste registro ao praticar stand up paddle no mar da cidade. Desta vez, ao invés de belas águas-vivas e tartarugas, o surfista se deparou com muita sujeira. Embalagens plásticas, garrafas, materiais que oferecem risco aos animais chamaram a atenção do surfista.

O surfista informou fez um vídeo na praia do Mar Casado, na última quinta-feira (21), por volta das 10h. “Tinha acabado de passar o feriado (Dia da Consciência Negra) e a praia lotou. Acho que é lixo do feriado mesmo, nunca tinha visto tanto lixo assim no mar”, explicou.

Ainda segundo Guimarães em volta do lixo haviam muita tartarugas. “O lixo estava no raso, próximo à costa, e tinha muita tartaruga no entorno. Acho que elas pensam que é comida e ficam atrás. Cheguei a tirar alguns grandes e coloquei na prancha, mas os pequenos não tinha como. Era muita coisa.”

De acordo com a bióloga do Instituto Gremar, Rosane Farah, cerca de 80% a 90% dos animais que são recolhidos nas praias da Baixada Santista, onde o Gremar atua, são vítimas de ingestão de resíduos sólidos. O plástico é o mais comum deles. Destes animais, as tartarugas são as mais afetadas.

“As tartarugas se alimentam de algas que ficam no costão e, em nossa região, nós temos um costão muito rico. Elas ficam próximas para poder se alimentar, principalmente, as tartarugas-verdes. Por conta da poluição, do descarte incorreto de lixo, elas podem sim acabar se confundindo ou se alimentar de alguma alga que tenha um resíduo preso”, explica.

Secretaria de Meio Ambiente
Em nota, a Secretaria de Meio Ambiente (Semam) afirma que Guarujá conta com Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), como as Estações de Sustentabilidade espalhadas em bairros da Cidade, cooperativas para o serviço periódico de coleta seletiva, e incentiva a implantação da logística reversa no município por meio do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

Pela secretaria, são desenvolvidas ações que estimulam a preservação do meio ambiente e que promovem a conscientização ambiental. Como, por exemplo, o mais novo projeto que será desenvolvido na temporada de verão, o “Consumo Alimentar Consciente”. O projeto visa a formação de ambulantes por meio de workshops e oficinas fornecidos por técnicos da Semam e Unisantos.

A Semam ainda disse que questões envolvendo o mar não são de competência da Prefeitura. A Semam também ressalta que a colaboração de todos, munícipes e turistas, também é de extrema importância para o meio ambiente da cidade. (Fonte: G1)

Deixe seu comentário:

Notícias relacionadas

Mãe pede ajuda após filho com doença rara perder todos os movimentos

O diagnóstico de uma doença genética rara mudou radicalmente a vida de Diego Bezerra Dias Junior, de 13 anos. O menino, que sempre estudou e praticou exercícios físicos, hoje não consegue se movimentar ou se alimentar sozinho. Morador de Praia Grande, ele é vítima da ‘Doença de Lorenzo’, que atinge apenas um homem em cada Leia mais

Guarujá e Vicente de Carvalho ganham nova iluminação

Mais de 160 vias públicas ganham luminárias LED em Guarujá e Vicente de Carvalho Guarujá está ganhando vida com a modernização do parque de iluminação pública da Cidade. Há pouco mais de um ano, a Prefeitura de Guarujá iniciou um longo processo de substituição de lâmpadas de vapor por novas, de LED, que são mais Leia mais

Idosa fica ferida ao cair em bueiro de Guarujá

Uma idosa de 86 anos teve de ser socorrida após cair em um bueiro em Guarujá, e sofrer ferimentos no rosto, nas mãos e nas pernas. Familiares da aposentada Dezolina Bellini Ruiz apontam que o buraco em que ela caiu fica próximo a um ponto de ônibus e oferece risco aos pedestres que passam pelo Leia mais