Connect with us

Santos

Uvebs atua para garantir tratamento à endometriose na Região

Publicado

em

Estima-se que cerca de 50 mil mulheres tenham a doença na Baixada Santista

A União dos Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) vai dar início a uma série de ações e tratativas com a finalidade de garantir conscientização e tratamento às mulheres que sofrem com endometriose na Região.

 — Leia também: Antecipação da 2ª dose da Pfizer beneficia 70 mil pessoas

Estima-se que cerca de 50 mil mulheres tenham a doença na Baixada Santista. As estratégias foram definidas em Audiência Pública Metropolitana, realizada na manhã desta sexta-feira, dia 24, na Câmara Municipal de Santos, conduzida pela vice-presidente do colegiado, vereadora Audrey Kleys (PP).

Atualmente, o tratamento de referência é realizado apenas no Hospital dos Estivadores, em Santos. Do total de atendimentos, 60% é reservado às mulheres do município e os outros 40% são destinados às moradoras das outras oito cidades da Região.

Segundo a vereadora, a oferta é pequena em relação à demanda, por isso, é necessário padronizar o sistema, levando essa referência também aos outros municípios.

Para isso, parlamentares irão apresentar, nas câmaras, requerimentos e projetos de lei de maneira integrada, com a finalidade não somente de sugerir melhorias, mas também de mapear as reais necessidades relacionadas à endometriose em suas cidades.

“Não há um número oficial de casos. Apenas uma estimativa. Por isso este trabalho de conscientização, junto à atenção básica para a notificação correta de casos, é importante”, ressaltou.

“Disponibilizei ainda, cópia da Lei aprovada em Santos, de minha autoria, para que os vereadores apresentem em seus respectivos municípios, sobre capacitação e tratamento da endometriose, para assim, fortalecermos a causa em âmbito regional”.

Além das articulações nos legislativos, a estratégia conta ainda com reunião, envolvendo o secretário de Saúde de Santos, Adriano Catapreta, e representantes do Departamento Regional de Saúde (DRS), para a troca de experiências visando estimular a implantação do modelo de Santos nas demais cidades.

Além desta, estão na pauta, encontros dos vereadores com a DRS e com a Sociedade Brasileira de Ginecologia, buscando fomentar a discussão e dinamizar o acesso à informação sobre a endometriose.

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply