Connect with us
banner Por Onde Anda

Bastidores do Esporte – Nelsinho Filho

Por Onde Anda – Xaxá

Publicado

em

banner Por Onde Anda

Nome – Maximiliano Rodrigues Lopes
Apelido – Xaxá
Naturalidade – Vicente de Carvalho/Guarujá
Data de Nascimento – 27/12/1951
Esporte – Futebol
Posição – Ponta Direita

A trajetória esportiva do nosso homenageado da semana daria para escrever um livro ou utilizar umas quatro páginas da “Estância”, rs.

De qualquer forma, vamos tentar reduzir a longa história de Maximiliano Rodrigues Lopes, popularmente conhecido por “Xaxá”, um dos maiores nomes do futebol da Pérola do Atlântico.

O ponta direita é Itapemense da “gema”, pois, nasceu na Rua Floriano Peixoto, em Vicente de Carvalho, no dia 27/12/1951, pelas mãos de dna Ana Parteira.

Sua extensa, honrosa e vitoriosa história futebolística começou no infantil do Brasil A.C., sob a batuta do técnico Moacir Mazagão.

Indicado pelo amigo Altair Rojas, meio campista do juvenil do Santos FC e do Itapema F.C., Xaxá participou de um teste na Vila Belmiro, onde foi aprovado pelo técnico Ernesto Marques, mas, em solidariedade a outros colegas que não foram aprovados, preferiu desistir.

Arrependido após ter perdido essa oportunidade, eis que surge o velho “Papa”, o principal “olheiro” e “revelador” de talentos do futebol regional. Ele o convidou para jogar na Portuguesa Santista, e, desta vez, nosso ponteiro veloz e driblador não titubeou, aceitou o convite e iniciou sua caminhada vitoriosa.

——- Continua após a publicidade ——–

Profissionalizou-se aos 17 anos e “correu trecho”. Entre contratos de vendas e empréstimos passou pelo Corinthians, São Paulo, Portuguesa de Desportos, Juventus, Londrina, Uberlândia, Vasco da Gama, Catanduvense, União de Rondonópolis, Dom Bosco, Tuna Luso e Espinho (Portugal), onde encerrou sua carreira profissional.

Ao longo desse período, Xaxá colecionou inúmeros títulos, tais como: Campeão Paulista pela Portuguesa de Desportos (1973); 3° Colocado no Brasileiro pelo Londrina (1978); Vice Campeão Brasileiro no Vasco da Gama (1979); Vice Campeão Matogrossense pelo União (1980) e Campeão Potiguar no Tuna Luso (1981).

Vasco da Gama, vice-campeão Brasileiro em 1979. Xaxá é primeiro jogador, agachado, da esquerda para a direita.

Sua sequência no futebol se deu como técnico. Dirigiu as equipes da Portuguesa Santista, Juniores do Santos FC, profissional do Jabaquara AC, Juniores da Portuguesa de Desportos, União de Rondonópolis (MT) (equipe ao qual me convidou para jogar, juntamente com o zagueiro Aldinei e o lateral esquerdo Nei Paparelli) e ADG.

Após essa temporada no Brasil, mudou-se para o exterior, onde atuou como professor de escolinhas de futebol, em Torrance. Ficou um ano no Canadá e 14 anos na Califórnia, nos Estados Unidos. Segundo ele, o futebol, além de abrir portas nos EUA, o transformou em Cidadão Americano.

Aposentado, Xaxá retornou ao Brasil, mais precisamente ao Guarujá, a sua terra natal, onde reside com a sua esposa Lourdes Abreu. Os dois filhos, Maximiliano Lopes Junior e Danielle Abreu Lopes, ambos bem encaminhados na vida, são motivos de orgulho do casal.

 

Xaxá dirigindo a equipe de juniores da Portuguesa de Desportos.

Uberlândia – Xaxá é o primeiro agachado, da esquerda para a direita

 

 

 

Xaxá em rápida passagem pelo Corinthians

 

Decisão do Paulista em 1973 – Santos X Portuguesa de Desportos

 

 

 

Motorádio – Famoso prêmio dado aos melhores em campo

 

Xaxá na Lusa do Canindé

 

Uberlândia E.C.